8 de abril de 2015

Entrevista com Hêzaro Viana - Livros que Despertam


Fale-nos um pouco sobre você.

Bem, sou Hêzaro Viana (Belo). Vivo no litoral do Paraná, em uma casa abençoada com minha esposa e filha. Sou cristão, e cantar para Deus, é uma realidade que vivo desde que aprendi a proferir as primeiras palavras. Hoje canto em trio com minhas irmãs. Junto com a música, a literatura sempre fez parte da minha vida. Mamãe lia muito e acredito que isso foi passado, indiretamente, para nós, os filhos. Falo bastante e gosto de estar entre amigos, mas também valorizo muito um tempinho a sós com meus pensamentos. Gosto de cinema, de fotografia, de café e chocolate, e um dia frio, para mim é bem mais interessante do que férias em uma praia paradisíaca. Meu sonho maior é um dia conhecer a Jesus Cristo. 

Como está sendo participar do projeto Livros que despertam?

O projeto Livros que Despertam está sendo uma grata surpresa na vida dos escritores e leitores cristãos, e, por ser um canal do fluir do bem que vem Deus, além de ajudar a divulgar trabalhos que edificam, sinto-me imensamente honrado em ser um dos participantes.

Qual a sua missão como escritor?

Servir e entreter. Acredito que essas duas palavras definam minha missão através da escrita. Servir a qualquer pessoa, sem acepção, com a verdade de que o amor só é possível se estiver firmado em Deus. Entreter com histórias leves, que possam ser compartilhadas no seio familiar, porém com emoção profunda, e apresentar o amor de Deus a um número cada vez maior de pessoas.

O que te inspirou para escrever seu (seus) livro (s)?

Sempre gostei de ler e escrever. Na adolescência iniciei uma história, num caderno, e depois, já adulto, uma outra, e não concluí nenhuma das duas. Mas após meu casamento em 2009, senti que era o momento de escrever meu livro, e, quando estava no capítulo 11, desisti porque No Mar da Vida – a minha trilogia – passou a pulsar forte em meu coração. Então, passando por um momento difícil em 2011, o livro nasceu como uma ajuda e complemento para a lacuna artística que havia em mim. E levar a escrita como missão, é algo que me inspira a cada dia.

Como está sendo o retorno dos leitores?

Tenho sido surpreendido por leitores apaixonados, primeiro pela literatura e, segundo, por obras nacionais. E esses mesmos leitores têm reconhecido em meus livros exatamente aquilo que tento passar a eles e o retorno que recebo só me estimula a continuar escrevendo.


Um comentário:

Hêzaro Viana Belo disse...

Olá, Joice! Enfim tive um tempinho para passar aqui e agradecer pela oportunidade de falar do meu trabalho nesse seu belo blog. Fiquei muito honrado em estar aqui entre tantos escritores talentosos e leitores que têm bom gosto literário. Obrigado mesmo.

Abração.

 renata massa