28 de janeiro de 2013

Entrevista com Leila Rego

      Olá queridos leitores! A semana está 
começando e para dar aquela animada que tal 
curtir essa entrevista e conhecer um pouco dessa 
carismática autora?!
Então vem com a gente, pegue seu café e se 
encante com a sua história.



Conte um pouco mais sobre você. Quem é Leila rego?

Sou uma pessoa comum. Nem tão complicada, nem tão perfeitinha. Com minhas qualidades e defeitos... Sou alguém que procura estar em harmonia interna, com as pessoas e com o universo. Sou feliz por ter descoberto na escrita uma atividade que me proporciona muito prazer e que faço com todo o amor. Tenho 03 livros publicados e, atualmente, estou escrevendo mais três inéditos.

Como começou a escrever?

A escritora que existe em mim aflorou há bem pouco tempo, seis anos atrás para ser mais exata. Sou formada em Turismo, trabalhei muito tempo como Analista de Recursos Humanos, mas não era feliz com o que fazia. Buscando meios de extravasar o estresse que eu sofria no meu trabalho, eu comecei a escrever. Deixava minha mente vagar e ia escrevendo em um caderno. Escrevia contos, crônicas, historinhas infantis... Dessas histórias, nasceu Mariana, protagonista da série PNTS. Gostei tanto da personagem que fui criando um ambiente para ela, depois um enredo, outras personagens... Sentia tanto prazer ao escrever a história da Mariana que eu me via em sua história, querendo criar mais coisas, mais cenários, mais complicações... E foi assim, dessa forma natural e despretensiosa que me tornei escritora.

De onde surgiu a ideia do livro.

A Série PNTS surgiu de um monte de textos que escrevia numa época estressante de minha vida. Escrevia para aliviar a carga de stress  Quando minha segunda filha, Luíza, nasceu eu parei de trabalhar na área de Recursos Humanos para me dedicar totalmente à escrita.
O Livro Amigas (im)perfeitas nasceu observando uma amiga que não tem a menor sorte com os homens. Não é a história da vida dela, mas, foi nela que me inspirei para criar a Nina, personagem que narra a história do livro.

Como foi o processo de publicação?

Escrever é uma delícia e eu me divirto muito. O processo de publicação é mais burocrático. Mas foi tudo tranquilo. Minha editora, A Gutenberg, me atende super bem.

Amigas (im)perfeitas - Juntas no amor, na dor e no rock'n'roll

Será, Daniel na cova dos leões, Leila e Metal contra as nuvenssão algumas das canções da banda Legião Urbana que compõem a trilha sonora das personagens Nina, Pâmela e Manuela. Juntas desde os tempos de colégio, as melhores amigas agora têm de lidar com a atarefada vida do mercado de trabalho e a maturidade. Porém, tropeços amorosos, desencontros, emoção e muitas gargalhadas ainda fazem parte do cotidiano das três. Narrada de forma descontraída pela sonhadora Nina, a trama do livro Amigas (im)perfeitas, de Leila Rego, lançamento da Editora Gutenberg, expõe o cotidiano de mulheres que, ao mesmo tempo que tomam atitudes independentes, também demonstram seu lado sensível. Vivendo suas vidas paralelamente na cidade de Campinas, São Paulo, as inseparáveis amigas construíram rotinas bem diferentes desde que se largaram no colégio e se formaram na faculdade. Pâmela, a mais séria, é casada com Domenico e muito bem sucedida em seu emprego.
Manuela, mesmo sendo jornalista, tem seu próprio salão de beleza e parece não ligar mais para os homens. E Nina é massoterapeuta e crédula incontestável dos poderes casamenteiros de Santo Antônio. A mais apaixonada de todas, ela sempre acaba metendo os pés pelas mãos quando encontra o tipo errado de homem para amar.
Com personalidades fortes, juntas assumem a missão de fazer Nina abandonar sua nova e errada paixão, o mulherengo Marcelo. Assim nasce o projeto Operação Faxina Interna – ou apenas O.F.I. – para ajudar Nina a superar as feridas em seu coração. Com a chegada de Nathan, um antigo amigo de Manuela que também sofreu uma decepção amorosa, e Alexander, um sujeito muito simpático que o destino coloca em suas vidas, tudo começa a ganhar outros rumos e o foco, que antes recaía apenas sobre Nina, começará a mudar. Manu e Nina irão viajar com Alê e Nathan e embarcarão numa série de aventuras.
Durante os capítulos do livro, poeira, areia e pedra são usadas como metáfora para relacionar o processo de amadurecimento que Nina sofre durante a história, além de também apresentar os diferentes dementadores pessoais da personagem. Vivendo uma verdadeira catarse sobre as desventuras amorosas do passado, novos sentimentos são descobertos quando todos passam a se conhecer melhor. Utilizando um vocabulário jovem com naturalidade, a autora descreve situações divertidas sobre o cotidiano feminino das jovens adultas, embalando leitores e personagens nas mais diversas canções da Legião Urbana.

Um livro que recomenda...

Tantos... Gosto de Orgulho e Preconceito, de Apátrida, a saga Harry Potter, A Culpa É Das Estrelas, Um Dia...

Autor (a) que é sua inspiração...

Admiro a escrita da Marian Keyes. Ela tem uma espécie de humor ácido que me agrada. E também, às vezes, ela explora assuntos pesados com muita leveza. É isso que me encanta.

Deixe uma mensagem para todos aqueles que estão em busca de seus sonhos.

Tudo que fazemos tem que ser feito por e com amor (sei o quanto isso é difícil). Escrevam por amor, ou não o façam. Cheguem com tudo, não desistam na primeira dificuldade ou no primeiro não de uma editora. Não abandonem seus sonhos. O dinheiro é consequência. Vocês podem, confiem. “Qualquer coisa que você faça na sua vida será insignificante. Mas é muito importante que você o faça, pois ninguém mais o fará” (Ghandi).

Vou deixar o meu site, lá tem todos os meus canais, para quem quiser me seguir:

Você também pode conhecer os livros Pobres não tem sorte da autora.
Foi premiado como melhor Chick Lit em 2011.

Até a próxima pessoal!


2 comentários:

Denise Beliato disse...

Amei a entrevista e me encantei pelo jeito da escrita da Leila espero adquirir os livros dela em breve.

Dia de Leitor disse...

Adorei a entrevista. Não conhecia a autora, mas já vou pesquisar no skoob.
Ela falou Harry Potter? Falou Legião urbana e metal contra as nuvens?
Eu gostei dela hahaha
adorei, parabéns.
Beijos, Kaio
http://diadeleitor.blogspot.com/

 renata massa