10 de janeiro de 2014

O enigma! - Parte 1

                                      Estava indignada por aquele silêncio.
Ambos nos olhávamos com uma intensidade 
que fazia meu coração tremer. Isso mesmo,
estava tremendo. Anda não sabia se era de medo
ou por ele estar bem próximo à mim.
_ Então. O que faz aqui? - Aquela voz grave
e rouca fez meu coração quase saltar para fora. 
_ Você ainda não respondeu a minha pergunta.
Falei secamente, não demonstrando o vulcão que
estava por dentro.
Ele continuou me olhando de forma indecifrável.
Nada fazia ele perder aquela postura de um homem sério
e de negócios. Mas ainda não sabia o que estava fazendo ali.
Seu olhar penetrante continuava a me encarar, sem dó e piedade.
Mas ele não me conhecia, não sabia o que era capaz e até onde
ia a minha força de vontade!
Aqueles dois encontros totalmente por acaso não queria dizer nada.
Absolutamente nada. Cada um tinha o seu trabalho e que
curiosamente haviam se mesclado. Apenas isso, nada mais.
Droga, porque estou discutindo sobre isso comigo mesma?!
O motivo de tudo isso está à minha frente e tenho que seguir em frente
com o plano. Nada vai mudar as coisas, nada, absolutamente nada vai
atrapalhar o que levei anos para conquistar.
_ E então? Você vai responder por livre e espontânea vontade
ou terei que persuadi-la? - Sussurrou mostrando um sorriso sedutor
que já identifiquei de cara. Aquele jogo não iria funcionar comigo.
Ele estava brincando com fogo e pelo jeito não sabia.
_ Tente - Encarei o desafiando. Cruzei minhas pernas e então
ele pegou fortemente em minhas mãos.
_ Não estou de brincadeira - A voz dele era forte e perigosa.
Meus instintos me alertaram "Sai dali".
Então com toda força e coragem usei a minha bolsa e bati na cara dele
o derrubando em seguida. Sai correndo antes que pudesse me alcançar.
Aquilo estava ficando mais complicado do que esperava.



Um comentário:

Denise Beliato disse...

Uau! que dialogo interessante. Curiosa pelo resto.

 renata massa