27 de janeiro de 2014

Um ateu e um milagre!

     Uma história baseada em fatos reais

                Estava chegando a hora. Ainda não acreditava naquilo. Como era possível? Como isso foi acontecer? Há semanas estava tentando se conformar com o resultado do exame. Como faria as coisas depois que amputasse a sua perna?
                As perguntas martelavam a sua cabeça sem parar. Não havia saída, sabia disso. Os médicos provaram nos exames.
Tentou fazer algum tratamento, mas de nada adiantou. Realmente era algo impossível de mudar e estava chegando a hora de se conformar. Sua vida nunca mais seria a mesma. Tudo por uma falta de circulação em sua perna que parecia não ter fim.
                Entrou devagar no hospital, respirando fundo para um último exame antes da cirurgia que marcaria a sua vida. Olhava para aquele ambiente sentindo um frio na barriga. Seu semblante era sério. Apesar da dor daquilo que iria enfrentar,  seu exterior mantinha uma atitude positiva, como se fosse apenas um exame rotineiro.
No entanto, não conseguiu mais manter aquela máscara rotineira. De repente, as cenas vieram à sua mente. Cenas de um futuro que nem havia chegado. Mas aquilo o pegou desprevenido e então soltou um longo suspirou.
_ Posso orar por você? – Escutou alguém falar.
                Olhou para o lado e então seus olhos se encontraram com os de uma senhora que deveria aparentar uns trinta anos ou mais. Arqueou as sombrancelhas e deixou um sorriso zombadeiro transparecer por alguns segundos. Iria orar por quê? Para quem? Deus não existe! Era ateu convicto, não acreditava em nada e por que deixaria aquela sonhara orar? Sabia que isso era apenas uma lenda. E pelo jeito ela ainda acreditava em contos de fadas. Tão boba!
                Porém, já estava rendido ao seu futuro, sabia que não tinha esperança. Que mal faria aquela senhora orar por ele? Nenhum, já que não acreditava mesmo.
                _ Pode! – Deus de ombros, sem nenhuma expectativa.
                Os dias se passaram e ele sentiu algo estranho em suas pernas. Não soube dizer, ficou preocupado por um momento e então antes da cirurgia fez mais um exame. O médico deu um diagnóstico totalmente diferente dos anteriores.
                _ Não vamos precisar amputar a sua perna! – O médico coçava a cabeça abismado com aquele resultado. Como isso havia acontecido? Era impossível!
                O paciente perguntou mais uma vez e o médico disse a mesma coisa. Sua perna não seria mais amputada. Os dois se olharam em silencio. Aquilo era realmente possível? Haviam feito milhares de exames e tratamentos, e de nada adiantava. Há um mês todos os exames davam o mesmo resultado, não havia saída.  Será que finalmente um desses tratamentos deu resultado?
                Ele saiu do hospital desnorteado com o que havia acontecido, mas imensamente feliz. Olhou para a sua perna e andou devagar, depois mais rápido e quando percebeu estava correndo, sentindo a sua perna de uma maneira como nunca sentiu. Ele continuaria a andar, caminhar, correr...  Estava vivo novamente.
                Cansado de correr, mas ainda extasiado sentou num banco perto de uma praça. Pediu um suco para um vendedor que estava passando e ficou relaxando enquanto olhava para os lados e sua perna. O sorriso não saia do rosto. Os tratamentos finalmente deram resultado.
                Ele começou a escutar uma movimentação e logo depois uma voz. Estava voltando para a realidade. Deixou de sonhar acordado e prestou atenção em quem estava falando. Era uma voz grossa e falava de uma maneira que colocava qualquer um de pé. Então escutou um nome que para ele não significava nada.
                JESUS!
                _ Ele quer transformar a vida. Ele faz milagres, Ele te ama e quer estar com você. Se você, meu querido quer esse Deus na sua vida, te convido a ficar de pé e vir aqui na frente.
                Ele escutou aquele apelo e então uma cena veio à sua mente.  A senhora que orou por ele.  Depois daquele dia sentiu algo em suas pernas.  Não podia ser... Podia?! Será mesmo? Tudo fazia sentido. Mais cenas vieram à sua mente como um quebra cabeça impossível de ser montado. Sim, havia acontecido um milagre. O médico havia dito isso, quando recebeu a notícia de que não precisaria amputar a sua perna.
                Então, baixando todas as defesas, teses e argumentos, se levantou daquele banco, passou por várias pessoas e lá no meio da praça onde o homem de voz grave estava, pela primeira vez acreditou que existe milagre, existe um Deus que o Ama. Ele era a prova viva daquilo. Deus é real!

Um comentário:

Albuq disse...

Deus honra seus filhos. Jesus o curou e o mostrou que Deus faz o impossível acontecer sem explicações.
Eu tenho CERTEZA do poder de Deus muito mais do que o SOL que eu vejo todos os dias!

 renata massa