8 de março de 2013

Dia da Mulher com Renata Martins

     Como vocês sabem hoje é comemorado do Dia da Mulher, nos sentimos especiais, ainda mais amadas e surpreendidas.
Cada mulher tem a sua história, a sua vitória, a sua conquista, a sua superação, a sua alegria...
E hoje trouxe um pequeno bate papo com uma pessoa que me inspira. 
Me alegra ver o que Deus tem feito em sua vida. 
Ela tem sido uma escritora maravilhosa e a cada dia vem conquistando o seu espaço.
    Antes confira uma pequena parte da primeira entrevista que ela deu ao blog.

"Depois que minha filha nasceu, resolvi me dedicar inteiramente a ela. Não queria um trabalho que me deixasse fora de casa, horas no trânsito e precisasse deixar a Educação de minha filha nas mãos de outra pessoa, ou de uma creche (não que ache errado), mas ser mãe sempre foi um desejo e cuidar da minha filha é o meu maior prazer. O que acontece é que a sociedade de hoje não está mais acostumada com mulheres apenas mãe e dona-de-casa. Sofri certo preconceito por isso. Muitas pessoas não entendiam, e algumas vezes até me magoavam dizendo que eu não queria trabalhar, que eu jamais seria nada em minha vida. Mas eu queria, queria muito. No entanto a minha filha era, é e sempre será minha prioridade. No início do ano de 2012, uma pessoa me disse uma frase que doeu bastante. E de repente, como quando adolescente, que escrevia quando estava triste, comecei a escrever. Falei para mim mesma, eu vou escrever um livro, um livro para ajudar as pessoas, e está será minha profissão, e ai sim, poderei conciliar com o meu papel de mãe. Iniciei então o meu primeiro livro – ADOLESCENTE ALGUÉM TE ENTENDE. E hoje tem sido uma benção em minha vida e de outras pessoas".

Renata é uma mulher de fibra, coragem, sonhadora e que hoje colhe os frutos daquilo que tanto plantou no passado.

Renata
Qual é o seu maior desafio como mulher?

Meu maior desafio é conseguir conciliar tantas tarefas diárias, ser mãe da Nicolle, esposa do Jônatas, serva de Deus, filha, irmã, neta, amiga, dona-de-casa, professora  (ensinando as tarefas escolares a minha filha), psicóloga (ajudando e conversando sobre os problemas que minha família possa ter),  médica ou enfermeira (quando filha e marido ficam doentes rsrrs), e nas horas "vagas" conseguir ser escritora e palestrante para adolescentes e jovens rsrsrrsrs. E ainda preciso me lembrar que dentro de mim existe uma mulher que precisa se amar, se cuidar, se repitar, que precisa de um tempo a sós com Deus... Mas sinceramente, eu amo cada desafio, pois sou feliz demais com tudo o que Deus me deu e continua dando.

O que é para você ser mulher...

Ser mulher? É uma mistura de emoção e ação dentro de um corpo que parece tão frágil e ao mesmo tempo tão forte. Um desafio a cada dia, é vencer, é lutar, é amar.

Qual conselho você daria para uma mulher?

Mulheres vocês são mais fortes do que podem imaginar. Valorizem-se sempre. Respeitem a si mesma e sejam feliz.
10 coisas que a mulher NÃO pode fazer

Mulher você não pode...

Não se amar.
Não se respeitar.
Não se valorizar.
Não cuidar do seu corpo, saúde e mente.
Não ter um momento para si.
Não ser feliz.
Se humilhar.
Esquecer de si mesma.
Se acostumar com o sofrimento.
E nunca, nunca, nunca, deixar de sorrir.

Um feliz dia da mulher minha amiga!!!

2 comentários:

Escritora Renata Martins disse...

Ai sua danadinha rsrsrsrrsrs... me emocionou. Você é uma pessoa especial em minha vida. Um presente de Deus. Obrigada por tudo!!!
Beijos Joice!!!
Amo vc!!!
Sua amiga para sempre!!!
E lembre-se você também me inspira rsrrsrs.

Alê Lemos disse...

Fiquei meio sensibilizada por essa autora sofrer preconceito por ser dona de casa. Tb penso q se um dia eu tiver filhos vou querer cuidar deles de verdade, mas de certa forma, ser dona de casa em tempo integral seria o ó pra mim. Acho que toda mulher dever ter seu emprego, mesmo que seja a de palestrante para adolescentes ou escritora profissional. Faz mal pra cabeça rss ficar só dentro de casa.

 renata massa